IMG_7826

16 de maio de 2016

Conferência Extraordinária de Cultura de Duque de Caxias discute rumos do segmento no país

No sábado, dia 13, o deputado federal Celso Pansera, que integra a Comissão de Cultura da Câmara Federal como 3° vice-presidente, participou da Conferência Extraordinária de Cultura de Duque de Caxias. O evento, que aconteceu no tradicional cinema do Shopping Unigranrio, no bairro 25 de Agosto, foi organizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e pelo Conselho de Cultura de Duque de Caxias, reunindo ativistas, artistas, produtores, conselheiros e a sociedade civil caxiense.

No encontro, o debate das ações e as políticas culturais do município e do país em seus diversos aspectos. A exemplo, a extinção do Ministério da Cultura (Minc), que passou a integrar o Ministério da Educação, na gestão do atual presidente interino da República, Michel Temer.

O deputado Pansera, em sua fala, destacou o projeto Quarteirão do Conhecimento, o qual pretende dar continuidade neste segundo ano de mandato para sua conclusão, que funcionará no terreno da antiga delegacia, anexa ao Museu Ciência e Vida, que funciona difundindo a Cultura, a Ciência e a Arte. O projeto foi concebido pelo atual prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso, quando o mesmo era secretário de Estado de Ciência e Tecnologia.

– Logo no primeiro ano de mandato, destinei verba para reformas do Museu Vivo do São Bento, da Casa Brasil e do Teatro Raul Cortez. Compondo a Comissão de Cultura, estarei mergulhado nos avanços para a cidade
– acrescentou Pansera.

Na Conferência Extraordinária de Cultura, a discussão da Lei que criou o Conselho Municipal de Cultura de Duque de Caxias, que necessita de revisão diante da nova conjuntura das ações culturais do município. Ela terá como finalidade assegurar a participação da comunidade na elaboração, fiscalização e implementação de programas para as políticas públicas de cultura, institucionalizando a relação entre a Administração Municipal e os setores da Sociedade Civil ligados à cultura, além de orientar, fiscalizar a aplicação dos recursos do Fundo Municipal de Cultura.

– É fundamental a participação da classe artística e dos movimentos culturais para que a consolidação do modelo de gestão cultural que queremos seja fruto de um amplo debate em nossa sociedade. Todos estes marcos legais contam com o apoio do prefeito Alexandre Cardoso – destacou o secretário municipal de Cultura, André Oliveira, acompanhado do subsecretário Beto Gaspari.

Datas importantes foram lembradas e citadas na conferência, como, os 25 anos da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, além dos 10 de atividades do Conselho Municipal de Cultura que teve o tema “Conselho Municipal de Cultura: 10 anos de avanço e desafios”.

– Nós queremos que a Cultura seja um viés de ponta de Duque de Caxias, é o nosso pensamento, que é compartilhado integralmente pelo prefeito Alexandre Cardoso – ressaltou o historiador cultural, Antonio Augusto Braz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *