_MG_6598

26 de fevereiro de 2016

Ministro Pansera participa de cerimônia na Finep que libera R$ 100 milhões à conclusão de obras de Institutos de Ciência e Tecnologia

Cerca de R$ 100 milhões voltados à conclusão de obras dos Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs), liberados nesta sexta-feira, dia 26, em cerimônia na Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), revigoram a comunidade científica. Na presença do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, foram assinados os convênios selecionados em carta-convite, contemplando 91 construções de 31 instituições.

As obras aprovadas foram apoiadas em chamadas anteriores do Fundo Setorial de Infraestrutura (CT-Infra), que financia projetos para implantação de infraestrutura física e laboratorial voltado a universidades, institutos tecnológicos e centros de pesquisa.

Em seu discurso, o ministro Pansera ressaltou o comprometimento do MCTI e suas vinculadas com o desenvolvimento dos setores de Pesquisa e Inovação, mesmo em meio à crise econômica do Brasil.

– Temos que acreditar que o sistema de ensino e de pesquisa criou massa crítica para aprofundar todas as questões, resolvendo os gargalos e, sobretudo, fazendo com que, independente de quem estiver à frente da gestão, as estratégias das instituições não sejam comprometidas. Reunir quem entende do assunto e escutar as reivindicações é fundamental para um bom andamento desse trabalho – disse o ministro Pansera.

Na ocasião, o ministro comentou sobre o processo de negociação com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para financiamento do Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, que possibilitará um salto do Brasil na posição geopolítica mundial. O estratégico projeto e emparelha com a Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Encti), começando com três desafios principais: expansão, consolidação e integração do SNCTI; apoio ao aumento da capacidade de inovação empresarial; e desenvolvimento e domínio de tecnologias críticas.

O presidente da Finep, Wanderley de Souza, destacou, em sua fala, a importância da liberação desses recursos para que, de fato, haja uma infraestrutura científica de ponta.

_MG_6543

– O que estamos consolidando hoje é uma grande vitória para a comunidade científica. Temos, na Finep, a possibilidade de consolidação do trabalhos dos pesquisadores, através dos investimentos que são feitos. O cumprimento de obras é de fundamental importância, assim como rever a questão dos investimentos em manutenção de equipamentos, que também é indispensável ao bom funcionamento do trabalho – considerou opresidente da Finep.

Também estiveram presentes a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Ângela Maria Paiva, representando a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes); o reitor da Universidade do Centro Oeste do Paraná, Aldo Nelson Bona, representando a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem); além de pró-reitores de pesquisa e pós-graduação, e presidentes de fundações de apoio das universidades selecionadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *